SEJA UM SEGUIDOR DESTE BLOG

quarta-feira, 30 de julho de 2014

A VERDADE SOBRE ISRAEL...


Por Ricardo Espindola

A VERDADE SOBRE ISRAEL...

Uma verdade para o Anao dos 7x1

- O líder do Hamas vai a TV e fala que usa escudos humanos… e você não acredita nem nele. Você sabe mais.

- A Liga Árabe, que sempre é contra ISrael, se coloca à favor de Israel e contra o Hamas. Mas você manja muito mais que todos eles e ignora esse fato.

- A mídia usa fotos do conflito na Síria e as coloca como sendo de Gaza. Mas pra você ainda são crianças de Gaza.

- Desde 1948, quando Israel foi fundado, mais de 11 milhões de muçulmanos foram mortos em guerras e conflitos. Desses, 35 mil foram em confrontos com Israel. O resto foram em confrontos entre eles mesmos. Mas isso não te interessa. Só te interessa quando Israel está envolvido.

- O filho do fundador do Hamas vive refugiado nos EUA. E diz que a organização criada pelo seu pai é terrorista e visa somente a destruição de Israel. Mas você continua achando que manja do tema mais do que o cara que está lá desde o começo.

- Você ignora o fato que se Israel quisesse acabar com Gaza faria isso em questão de minutos. E você ainda usa a palavra genocídio.

- Você se diz anti-Israel, anti-sionista. Fala em boicotar o que vem de Israel. Mas do seu PC que foi criado em Israel você não vai abrir mão. Só dos doces e iogurtes feitos lá.

- 170 mil pessoas foram massacradas na Síria. E você nao reclamou, não se manifestou, não fez passeata. Nem um post no seu Facebook. E você ainda se diz a favor da vida e da humanidade.

- Você só acessa o Google pra ver algo sobre Oriente Médio quando Israel se cansa de levar mais de 2000 foguetes por mês durante anos e resolve acabar com a brincadeira. Nesse momento você se torna o maior entendido do Oriente Médio.

- Você vai contra o único país democratico de uma região 100% ditatorial. E vive num país democrático e nunca sairia de um.

- Você acha lindo o Brasil aceitar a diversidade e fazer parada gay. Você é contra a homofobia. Mas só em Israel se aceita gays. Nos outros lugares do Oriente Médio a maioria deles são mortos ou expulsos.

- Você viveria como você é em Israel. Mas seria obrigado a viver nos moldes deles se cruzasse a fronteira. Mas você ignora isso, afinal você não vai pra lá mesmo.

- Você defende que Israel acabe com sua invasão na região e quer que devolva para os Palestinos. Mas nem sabe a origem do povo palestino e nem sabe que naquela terra nunca houve um governo palestino ou árabe. E mesmo se tivesse e você achasse certo devolver para quem estevava no inicio, você deveria sair do Brasil, devolver para os indios e procurar sua origem.

- Você defende um grupo que amarra bombas no seu corpo e se explode por um ideal e por virgens no céu.

- Você defende um grupo que te mataria só pelo fato de você não ser como eles.

- Você ignorou os padres crucificados no Iraque e a expulsão de todos cristãos de lá. Afinal você está aqui tranquilo.

- Você diz que sabe sobre a historia do Oriente Médio, mas a única coisa que fez até hoje foi ler uma manchete aqui, um textinho ali, Wikipedia, e acha que é pós graduado sobre a região.

Pra mim você não é humanista. Você é um anti-semita, oportunista, alienado, que acorda de manhã e acredita no que lhe convém. O meu sentimento por você é pena.

Fonte: Blog da Rô

Por que pessoas ao redor do mundo estão usando este símbolo?


Arte de Rogermario Costa Uzai

Na última semana, o grupo terrorista ISIS (Estado Islâmico no Iraque e Síria) impôs aos cristãos de Mossul ou a conversão, ou propina, ou morte para quem desejasse permanecer na cidade. 

Para "facilitar" este trabalho sujo, picharam nas casas cristãs o símbolo mostrado acima, que é a letra "N" em árabe. É o símbolo utilizado para designar os NASRANI, ou Nazarenos, um "apelido" para os cristãos.

Como forma de protesto mundial para que esta notícia não ficasse ofuscada pela mídia internacional, pessoas do mundo inteiro estão trocando a foto de seus perfis no facebook e fazendo manifestações pelas ruas utilizando este símbolo. 


Manifestação em Paris

Tal forma de humilhação é muito semelhante ao que fizeram com judeus alemães durante o regime nazista, obrigando-os a utilizar um pedaço de tecido com a Estrela de David com a inscrição "JUDE" (judeu).


Talvez mudar a foto dos perfis não mude a situação dos cristãos iraquianos e sírios, mas ao menos informa ao mundo e mantém em alerta até que se resolva. 

Enquanto isto não acontece, deve-se lembrar que todos os cristãos são nazarenos, Nasrani. A dor de nossos irmãos no Iraque é também nossa dor, por isto, convido ao leitor que também nos ajude com esta causa.

"Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós." (Mateus 5:11-12)

Fonte: Blog MichelineBlog's 

Papa Francisco visita igreja evangélica na Itália e pede perdão pela perseguição

Papa Francisco é o 1º papa a visitar uma igreja evangélica pentecostal

Papa Francisco visita Igreja Evangélica na Itália e pede perdão pela perseguição

O Papa Francisco pediu nesta segunda-feira (28) perdão pelas perseguições cometidas pelos católicos aos pentecostais da Igreja Evangélica, durante viagem à cidade de Caserta (no sul da Itália) onde se reuniu com seu amigo e pastor evangélico Giovanni Traettino.

O Papa Francisco abraça o pastor evangélico Giovanni Traettino em visita a igreja de Caserta, na Itália

A visita já foi qualificada como histórica, pois é a primeira vez que um Papa viaja do Vaticano para se encontrar com um pastor protestante.

“Entre as pessoas que perseguiram os pentecostais também houve católicos: eu sou o pastor dos católicos e peço perdão por aqueles irmãos e irmãs católicos que não compreenderam e foram tentados pelo diabo”, afirmou o pontífice.

Francisco esteve em Caserta, em 26 de julho, para celebrar uma missa em honra à padroeira Santa Ana diante de 200 mil católicos.

Desta vez Francisco retornou para se reunir com a comunidade de pentecostais da cidade ao norte de Nápoles e com 350 protestantes vindos de todas as partes do mundo. Ele pediu que os cristãos se unam na diversidade.

“O Espírito Santo cria diversidade na Igreja. A diversidade é bela, mas o próprio Espírito Santo também cria unidade, para que a Igreja esteja unida na diversidade: para usar uma palavra bonita, uma diversidade reconciliadora”, assinalou.


O Papa Francisco cumprimenta fiel evangélica durante visita à Igreja Evangélica da Reconciliação.

O Papa também pediu que os cristãos ajudem os mais fracos e os necessitados, e que caminhem ao lado de Deus.

“Não compreendo um cristão que está quieto, o cristão deve caminhar. Há cristãos que caminham ao lado de Jesus, mas em alguns momentos não caminham na presença de Jesus. Isto é porque são cristãos que confundem caminhar com andar, são errantes”, ponderou.

Após o ato, que durou cerca de hora e meia, o Papa almoçou com a comunidade, divulgou a Santa Sé em comunicado.

Francisco saiu esta manhã de helicóptero da Cidade do Vaticano e aterrissou em Caserta às 10h15 (05h15 de Brasília), no heliporto da Escola de Suboficiais da Aeronáutica Militar italiana no Palácio Real de Caserta e seguiu de carro até a casa do pastor.

Após esta conversa privada, os dois religiosos foram de carro à igreja evangélica da reconciliação de Caserta, onde alguns fiéis curiosos aguardavam a chegada do papa.

Francisco os cumprimentou antes de entrar na igreja, onde a reunião aconteceu longe das câmeras.

Fonte: Amigo de Cristo Com informações G1

terça-feira, 29 de julho de 2014

Assembleia da ONU sobre o conflito entre Israel e Hamas em que tentam calar Hillel Neuer, observador da ONU



Hillel C. Neuer é diretor executivo da UN Watch, Organização de Direitos Humanos com sede em Genebra, na Suiça - cuja missão é monitorar o desempenho da Organização das Nações Unidas pelo critério de sua própria Carta. É credenciada no Estatuto Consultivo Especial do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) e Associada ao Departamento de Informações Públicas da ONU (DPI).

Número de pastores candidatos cresce 40% nestas eleições

Candidato à Presidência, Everaldo Pereira é um dos 270 postulantes que se declararam pastores
Candidato à Presidência, 
Everaldo Pereira é um dos 270 
postulantes que se declararam pastores
As eleições deste ano contarão com 270 candidatos que se declararam pastores, um crescimento de 40% com relação ao pleito de 2010 --quando 193 pessoas disseram ocupar o cargo. Além disso, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) registrou a candidatura de 32 bispos (25% a menos do que em 2010) e 16 padres (30% a menos).

O PSC lidera a indicação de sacerdotes: são 37 clérigos evangélicos --um deles é o pastor Everaldo, que disputa a presidência da República pelo partido. Nas últimas pesquisas Datafolha e Ibope, ele estava em quarto lugar com 3% das intenções de voto.

Os partidos de esquerda lideram as indicações de párocos católicos: o PT conta com cinco padres, e o PC do B, com três. Nenhum candidato adotou o termo rabino ou imã.

A população evangélica do país cresceu 61,5% em dez anos e atingiu a marca de 42,3 milhões de fiéis, cerca de 22,2% da população brasileira, segundo dados do Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado em 2012. 

O voto evangélico é cortejado tanto pelo partido da presidente Dilma Rousseff (PT), quanto por seu principal adversário na disputa, o tucano Aécio Neves. Atualmente a bancada evangélica na Câmara Federal tem 66 parlamentares.

Nesta semana quinta-feira (31), a presidente deve participar da inauguração do Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus. O local tem 74 mil metros quadrados de área construída (3,2 vezes maior a Basílica de Aparecida), o equivalente a 18 andares de altura e capacidade para 10 mil pessoas. 

Durante as eleições presidenciais de 2010 a questão do aborto entrou na pauta dos candidatos. José Serra (então candidato do PSDB à Presidência) e seu vice, Índio da Costa (DEM), insinuaram que Dilma seria defensora da prática.
Propaganda no templo

No último dia 18, o pastor Everaldo participou de um culto evangélico em Brasília e intercalou orações e promessas para o futuro do país. A lei eleitoral proíbe a realização de campanha dentro de templos religiosos.

Se configurado o descumprimento da regra, o candidato pode ser multado por propaganda irregular. Os valores vão de R$ 2.000 a R$ 8.000. O candidato negou que tenha feito campanha. (Com Estadão Conteúdo)

Fonte: Uol

Quem são os palestinos mortos?

Imensa maioria dos palestinos mortos são homens adultos.

Essa informação é baseada em dados oriundos do Hamas através da Al Jazeera, ambos são aliados íntimos. Os dados reais provavelmente revelam uma situação ainda mais extrema.

A narrativa anti-Israel é de que o Estado Judaico está assassinando civis aleatoriamente. Apesar do Hamas utilizar escudos humanos, a lista de baixas oriunda do próprio Hamas não revela isso.

Notavelmente apenas 12% de todos os mortos são mulheres, embora a população feminina perfaça metade da população”, diz o Comitê para Exatidão das Reportagens sobre o Oriente Médio na América(CAMERA). “Outro ponto, a idade média relatada dos gazenses mortos está em torno de 15 anos. Homens abaixo dos 15 anos perfazem apenas 13% de todas as fatalidades, embora esta idade represente metade de todos os homens na Faixa de Gaza.”

Se Israel estivesse apenas bombardeando Gaza existiria um índice muitíssimo maior de mulheres e crianças mortas. Ao contrário disso, a maioria dos mortos são homens adultos o que é coerente numa situação de guerra com bombardeios contra alvos militares... mesmo quando estes se escondem em áreas habitadas por civis.

Num estudo publicado na segunda-feira, o CAMERA afirma que uma leitura atenta das informações “mostram que, tal como nas hostilidades passadas, as mortes estão desproporcionalmente [em relação à população como um todo] entre homens jovens, o que coaduna com as características dos combatentes. Homens acima dos 40 anos também estão desproporcionalmente representados. Algumas das mortes dos que ultrapassam os 40 anos provavelmente representam membros seniores de organizações terroristas.”

A tabela mostra que 83 mortos eram homens com idade entre 16 e 39 anos, 28 mortos eram de homens acima dos 40 anos e 20 eram de mortos abaixo dos 16 anos.

Trata-se de bons números considerando-se o uso de escudos humanos pelo Hamas e pelo modo como ele posiciona seu equipamento militar próximo à escolas, em hospitais e até mesmo em mesquitas.

No entanto é também uma informação negativa dado que isto significa que a Força Aérea Israelense tem sido muito conservadora em seus alvos e que o cerne do Hamas dificilmente foi afetado. Isto cria um ciclo no qual o uso bem sucedido de escudos humanos leva a um uso ainda mais extensivo de escudos humanos, o que leva a mais mortes entre os civis e um uso ainda mais acentuado de escudos humanos.

Os Estados Unidos tiveram uma situação idêntica no Afeganistão e é uma terrível ideia imitá-lo.

Da FrontPage Magazine.
Tradução: Francis Lauer

Pastor de igreja se torna campeão mundial de Jiu-jitsu


Em pouco mais de um ano, Roberto Nogueira, 34 anos, ganhou cerca de sete títulos.

Há 20 anos Roberto Nogueira, 34 anos, conheceu às artes marciais e se apaixonou pela luta. Há cinco se tornou pastor na Igreja Ministério Internacional Resgatando de Restaurando Vidas (MIRR), em João Pessoa, e ganhou um título: “Pastor do Tatame”. O seu amor pelo Jiu-jitsu o tornou campeão mundial na modalidade.

Com uma vasta experiência no tatame, o pastor-lutador natural do Rio de Janeiro conquistou recentemente mais um título importante para a sua galeria de medalhas: Campeão no Absoluto Mundial no Rio de janeiro. Ele venceu sete lutas e competiu com atletas de diversos países, representando à Paraíba.

Nogueira foi apresentado ao universo da luta quando tinha pouco mais de 12 anos. “Eu era uma criança muito imperativa. Na rua, eu arrumava algumas confusões, briga e daí fui convidado a praticar o esporte e me apaixonei pelo karatê e, consequentemente, o Jiu-jitsu”, comentou.

Em entrevista ao Portal Correio, Nogueira revelou que em pouco mais de um ano conquistou pódios importantes tanto no Brasil como fora. Em 2013, foi campeão na Alemanha e na Copa Fite de Olinda-PE, vice-campeão no Absoluto no Circuito Nordestino em João Pessoa. Em 2014 conquistou o 1º lugar no Natal Open Nordeste, campeão estadual em João Pessoa, campeão Open Paraíba, sediado em João pessoa, e recentemente se tornou campeão mundial no Absoluto no Rio de Janeiro. O próximo desafio vai ser em novembro na Califórnia, nos Estados Unidos.


Mesmo se consagrando em competições nacionais e internacionais, Roberto Nogueira desenvolve um trabalho social com crianças, jovens e adolescentes, através do esporte e do evangelho. “Sou pastor dos jovens e nessa temática a gente faz um trabalho voltado para eles mostrando sempre o caminho certo”.

Além das atribuições religiosas, o pastor também dar aulas em uma academia, no bairro do Bessa, em João Pessoa, para crianças, adultos e mulheres. Ele integra a equipe ‘Roberto Nogueira Jiu-jitsu”.

Fonte: UOL

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Não em meu nome




Por William Douglas

Como cidadão e professor de Direito Constitucional, registro que todos devem respeitar o que está na Constituição Federal. Nenhum governo, mesmo que eleito democraticamente, tem autonomia para agir contra aquilo que determina nossa Carta Magna. Nesse sentido, vejamos:

“Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:
I - independência nacional;
II - prevalência dos direitos humanos;
III - autodeterminação dos povos;
IV - não-intervenção;
V - igualdade entre os Estados;
VI - defesa da paz;
VII - solução pacífica dos conflitos;
VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;
IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;
X - concessão de asilo político.”

A VERGONHOSA e LASTIMÁVEL Nota emitida pelo Itamaraty, em nome do país, viola a Constituição, como podemos demonstrar:

I - independência nacional; 
- A Nota quer que Israel abra mão do direito de se defender e de evitar mísseis (+ de 2.000) e túneis utilizados contra sua população civil.

II - prevalência dos direitos humanos; - 
A Nota “esqueceu” que o Hamas obriga civis, mulheres e crianças, a servirem de escudo humano e combustível para propaganda contra Israel. Isso para não falar de esconder mísseis em escolas, mesquitas e hospitais, inclusive da ONU.

III - autodeterminação dos povos; 
- Ao emitir Nota em formato tão infeliz, o Itamaraty reduz sua capacidade de ajudar a criar um Estado Palestino e também desrespeita o direito de defesa de um país que está sendo constantemente atacado por mísseis lançados contra alvos civis.

IV - não-intervenção; 
O governo brasileiro está intervindo de modo parcial, injusto, panfletário, contrário à CF e, pior, contra o item VIII, abaixo.

V - igualdade entre os Estados; 
A Nota indica que nosso governo não vê problema em terrorismo contra Israel, mas não aceita que Israel se defenda. Repito: as vítimas civis são muitas por culpa do próprio Hamas, a quem a Nota quer defender.

VI - defesa da paz; 
Chamar o Embaixador Brasileiro é ato de hostilidade, em especial por falta de base razoável para gesto dessa magnitude.

VII - solução pacífica dos conflitos; 
Israel fez várias ofertas de cessar-fogo antes e depois de iniciado o conflito, todas recusadas pelo Hamas que, por querer a extinção de todos os judeus, não quer solução pacífica. O governo brasileiro está defendendo quem vai de encontro aos princípios escolhidos pelo povo brasileiro, os quais podem ser lidos na nossa Constituição.

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo; 
O Itamaraty ficou do lado dos terroristas. A forma como trata Israel, notoriamente um Estado judeu, não está muito longe da prática de racismo e preconceito, comportamentos que são contrários às normas legais brasileiras;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade; 
O Itamaraty, ao invés de ajudar a cooperação, a desestimula e prejudica. E se isso já não bastasse, ainda reduz a credibilidade do nosso país na comunidade internacional.

Por fim, vale lembrar que o mesmo Itamaraty faz “vista grossa” para a agressividade desproporcional contra os oposicionistas do governo chavista da Venezuela. Antes disso, como citado por Reinaldo Azevedo, “em 2006, na gestão Lula, com Celso Amorim à frente do Itamaraty, o Brasil se absteve de uma resolução condenando o governo do ditador Omar al-Bashir, do Sudão, pelo massacre de pelos menos 500 mil cristãos em Darfur.”

Matar cristãos, pode; matar oposicionistas na Venezuela, pode; apoiar o terrorismo iraniano, pode; desrespeitar a Petrobras na Bolívia, pode; usar palestinos como escudo humano, pode; usar hospitais e mesquitas como depósito de armas, pode. Porém, Israel se defender, não pode. Definitivamente, a postura do Itamaraty está indo contra o que determina nossa Constituição.

O Itamaraty não pode apoiar terroristas. Simples assim. Se alguém quer fazer isso, não pode fazê-lo em nome do país. Fale como pessoa física, nunca em meu nome. 

Não em meu nome.

William Douglas, Professor de Direito Constitucional, Mestre em Estado e Cidadania (UGF), pós-graduado em Políticas Públicas e Governo (EPPG/UFRJ)

Fonte: Genizahvirtual.com

O filho do Lula, Lulinha, Fábio Luís Lula da Silva, é o empresário mais bem sucedido da história




É REVOLTANTE!!! O filho do Lula, conhecido como Lulinha, Fábio Luís Lula da Silva, é o empresário mais bem sucedido da história!!!

O cara limpava merda de elefante no zoológico, ganhava uma bolsa de R$ 600,00 reais pelo trabalho de estagiário.

Logo após o papai assumir o controle do Brasil, COMPROU uma FAZENDINHA pela simples bagatela de R$ 47.000.000,00 (quarenta e sete milhões de reais) , e virou um dos maiores produtores de boi Nelore do Brasil. O impressionante nesta trajetória de sucesso e rara inteligência é que de um salário de R$ 600,00 passou a proprietário, de uma vez só, de um patrimônio de 47 Milhões. O que levaria mais de 4.612 anos.

Veja só que competência, logo depois de comprar, levou essa fazenda a ser a primeira a receber o Certificado de Exportação de carne para Europa.

Mas não fica só nisso a competência deste EMPREENDEDOR de sucesso.

No Pará nas regiões de Redenção , Marabá e Carajás, ELE comprou de Benedito Mutran Filho, herdeiro do conhecido Bené Mutran (homem forte da castanha) várias fazendas totalizando R$ 100.000.000,00 isso mesmo. CEM MILHÕES DE REAIS. Sócios no negócio: Duda Mendonça e Daniel Dantas.

Lulinha comprou um Gulfstream GIII e dos mais modernos aviões executivos do mundo por R$ 100.000.000,00 (CEM MILHÕES DE REAIS).


Fonte: Casca Grossa Casca Grossa

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Boicote a Israel: uma lista para ajudar




Por Rodrigo Constantino

Se você é daqueles que adoram odiar Israel e está louco de vontade de boicotar seus produtos, aqui vai uma lista para ajudar, extraída desse site e traduzida por um leitor:

- Remova chips sionistas Pentium e Celeron.
- Desinstale seu Windows XT.
- Sistema Microsoft? Esqueça.
- Remova anti-vírus e Firewall. Já!
- Enviar e-mail? Não mais. Código de algoritmo é… israelense!
- Compre um pager! Tecnologia do telefone celular foi desenvolvida em… Israel.
- Desative seu voicemail. Israelense.
- Facebook? Não te pertence mais.
- Busca online? Cuidado, maioria é israelense.
- Usa Waze? Usava.
- Reinstalou ICQ? Sionista! Desinstale.
- Curte e-book? Curtia!
- Armazenar dados na Web? Vá com calma, maioria israelense.
- Carro elétrico? No! Polua pra sempre.
- Tomatinho-cereja delicioso? Volte pro tomatão.
- Tecnologia de irrigação contra fome na África, China, Índia e Indonésia (maior país muçulmano do mundo): é o fim!
- Genéricos: prefira os de marca. A israelense Teva é a maior do mundo!
- Câncer: cientistas israelenses na vanguarda dos tratamentos.
- HIV: já ouviu falar do AZT?
- Diabético? Evite injetar insulina com aparelhos desenvolvidos em Israel.
- Esclerose múltipla: pare Copaxone, dos mais eficazes. Laquinimod? Abandone.
- Parkinson: remova marcapasso israelense que minimiza os tremores. Interrompa Levodopa.
- Histórico de doença cardíaca ou arterioesclerose na família? Reze pra doença não ter. Detecção prévia? Não pra você.
- Epilepsia: livre-se da pulseira sionista que envia alertas!
- Apneia do sono: testes só sem aparelhos israelenses.
- Dislexia: babau pro sistema de leitura baseado na intranet.
- Alergias de pele: tratar com creme de esteroide, esqueça os sem.
- Catéteres? Protegidos contra infecção por plástico israelense.
- Cirurgia na garganta: só sem laser cirúrgico sionista!
- Colonoscopia e gastro: aborte câmeras israelenses.
- Nunca implante um coração artificial: Israel foi pioneira!
- Transplante de rim: espere doadores do mesmo tipo sanguíneo! Métodos de Israel permitem outros doares!
- Células tronco: esqueça fabulosos tratamentos!
- Tratamento dentário: esqueça os principais, scanner desenvolvido em Israel.
- Assistência humanitária e produção local: quase 40 países beneficiados.

Isso vai ao encontro do meu texto sobre os reais motivos do ódio a Israel, publicado no GLOBO em maio de 2011:

O ódio a Israel

“Não é possível discutir racionalmente com alguém que prefere matar-nos a ser convencido pelos nossos argumentos.” (Karl Popper)

As recentes declarações do presidente Obama reacenderam o debate sobre o confronto entre Palestina e Israel. Todos gostam de emitir opinião sobre o assunto, mesmo sem embasamento. Não pretendo entrar na questão histórica em si, até porque isso foge da minha área de conhecimento. Mas gostaria de colaborar com o debate pela via econômica. Do meu ponto de vista, há muita inveja do relativo sucesso israelense. A tendência natural é defender os mais fracos. Isso nem sempre será o mais justo.

O antissemitismo é tão antigo quanto o próprio judaísmo. Os motivos variaram com o tempo. Mas, em minha opinião, não podemos descartar a inveja como fator importante. A prática da usura era condenada pelos católicos enquanto os judeus desfrutavam de sua evidente lógica econômica. Shakespeare retratou o antissemitismo de seu tempo em seu clássico “O Mercador de Veneza”, em que Shylock representa o típico agiota insensível. Marx, sempre irresponsável com suas finanças, usou os judeus como bode expiatório para atacar o capitalismo. O nacional-socialismo de Hitler foi o ponto máximo do ódio contra judeus.

Vários países existem por causa de decisões arbitrárias de governos, principalmente após guerras. Israel é apenas mais um. Curiosamente, parece que somente Israel não tem o direito de existir. Culpa-se sua existência pelo conflito na região, sem levar em conta que os maiores inimigos dos muçulmanos vêm do próprio Islã. O que Israel fez de tão terrível para que mereça ser “varrido do mapa”, como os fanáticos defendem?

Israel é um país pequeno, criado apenas em 1948, contando hoje com pouco mais de sete milhões de habitantes. Ao contrário de seus vizinhos, não possui recursos naturais abundantes, e precisa importar petróleo. Entretanto, o telefone celular foi desenvolvido lá, pela filial da Motorola. A maior parte do sistema operacional do Windows XP foi desenvolvida pela Microsoft de Israel. O microprocessador Pentium-4 foi desenvolvido pela Intel em Israel. A tecnologia da “caixa postal” foi desenvolvida em Israel. Microsoft e Cisco construíram unidades de pesquisa e desenvolvimento em Israel. Em resumo, Israel possui uma das indústrias de tecnologia mais avançadas do mundo.

O PIB de Israel, acima de US$ 200 bilhões por ano, é muito superior ao de seus vizinhos islâmicos. A renda per capita é de quase US$ 30 mil. Apesar da pequena população e da ausência de recursos naturais, as empresas israelenses exportam mais de US$ 50 bilhões por ano. A penetração da internet é uma das maiores do mundo. Israel possui a maior proporção mundial de títulos universitários em relação à população. Lá são produzidos mais artigos científicos per capita que qualquer outro país. Israel possui o maior IDH do Oriente, e o 15º do mundo.

Não custa lembrar que tudo isso foi conquistado sob constante ameaça terrorista por parte dos vizinhos, forçando um pesado gasto militar do governo. Ainda assim, o país despontou no campo científico e tecnológico, oferecendo enormes avanços para a humanidade. 

Quando comparamos a realidade israelense com a situação miserável da maioria dos vizinhos, fica mais fácil entender parte do ódio que é alimentado contra os judeus. Claro que fatores religiosos pesam, assim como o interesse de autoridades islâmicas no clima de guerra. Nada como um inimigo externo para justificar atrocidades domésticas. Mas as gritantes diferenças econômicas e sociais sem dúvida adicionam lenha à fogueira.

Como agravante, Israel é uma democracia parlamentar, enquanto a maioria dos vizinhos vive sob regimes autoritários que ignoram os direitos humanos mais básicos. Isso para não falar das gritantes diferenças quanto às liberdades femininas. 

Israel não é um paraíso. Longe disso. Seu governo comete abusos que merecem repúdio. Mas perto da realidade de seus vizinhos islâmicos, o contraste é chocante. Será que isso tem alguma ligação com o ódio a Israel e o constante uso de critérios parciais na hora de julgar os acontecimentos na região? O sucesso costuma despertar a inveja nas almas pequenas, vide o antiamericanismo patológico que ainda sobrevive na esquerda latino-americana.  
Em tempo: O ministro brasileiro da Ciência e Tecnologia deveria aprender com Israel como produzir tecnologia de ponta, com ampla abertura econômica e investimento em educação, em vez de tentar resgatar o fracassado protecionismo, no afã de estimular a indústria nacional. 

Fonte: Site da Revista Veja