sábado, 13 de fevereiro de 2010

Definições sobre as drogas


DROGA é qualquer substância que não seja alimento e que prejudique o funcionamento da sua mente e do seu corpo. Certas drogas, chamadas de psicoativas, podem mudar o modo de uma pessoa pensar, sentir e atuar.

ESTIMULANTES - são drogas que deixam as pessoas mais agitadas, tiram o sono, aumentam a agressividade, principalmente com os familiares, e tiram o apetite.

DEPRESSORAS - são drogas que provocam sono, confusão mental, tremores musculares e dificuldade de aprender, raciocinar e coordenar as idéias.

ALUCINÓGENOS - são drogas que mudam o modo de uma pessoa ver, sentir e ouvir. Relacionamos abaixo algumas das drogas mais usadas:

1. Nicotina - é uma substância encontrada no cigarro e que tem grande poder de causar dependência. Nicotina é um ESTIMULANTE que aumenta as batidas do coração, causa estreitamento dos vasos sangüíneos e obriga o coração a trabalhar com mais dificuldade.

O tabaco fumado causa problemas respiratórios, além de deixar as mãos com odor desagradável e amareladas, mancha os dentes, pode causar câncer, doenças no coração e, por fim, a morte. De fato, a prevenção ao fumo é uma das principais medidas para se evitarem muitas mortes no Brasil. O número de pessoas que morrem diariamente em todo o mundo pelos efeitos do fumo eqüivale ao choque diário de dois aviões Jumbos lotados. Quem não fuma, mas respira perto de pessoas que fumam, é chamado de fumante passivo, e isso é perigoso para a saúde. A fumaça do cigarro também polui o ar.

2. Bebida alcoólica é uma droga DEPRESSIVA. Quando ingerida por uma pessoa, a bebida alcoólica é absorvida pela circulação sangüínea na sua passagem do estômago para o intestino.

Ao beber álcool, as pessoas podem:

Ficar embriagadas;
Perder a coordenação (equilíbrio);
Ficar violentas ou sonolentas;
Ter dificuldade em aprender e recordar;
Mudar o comportamento;
Causar acidentes;

O uso do álcool pode levar à dependência (formação do hábito), à doença e à morte. Os riscos e os perigos a que estamos sujeitos quando nos envolvemos com álcool (especialmente se pessoas jovens) é muito grande. Jovens com menos de 18 anos não podem beber, pois isso é crime em nosso país, previsto na Lei 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente).

O álcool é a chamada droga lícita, que é comercializada livrimente, mas não deixa de ser um dos grandes males da sociedade, causadora de um grande número de vitimas de acidentes de trânsito, destruição dos lares entre outros. Acaba de ser aprovada no Brasila a lei de tolerância zero para quem ingerir bebida alcóolica e dirigir, independente da quantidade ingerida, um certo avanço. O apóstolo Paulo disse: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma" (1Co 6.12). Para o cristão não basta ser lícito, é preciso saber se tal coisa nos convem como servos de Deus.

3. Maconha é uma droga que altera a mente. Possui muitos nomes usados na gíria, como "baseado", "ervd', "gramd', "pacatl', etc

As pessoas que usam maconha têm:

Reflexos lentos
Memória reduzida
Dificuldade para concentração
Inabilidade para pensar
Alterações do senso de tempo e de espaço

Estudantes que usam maconha têm dificuldade para se lembrar do que aprenderam. São lentos, têm pouca iniciativa e podem ficar dependentes da droga.

4. Cocaína é um estimulante com alto poder de tornar as pessoas dependentes.
Normalmente é aspirada pelo nariz, mas pode ser fumada na forma de pedra, também conhecida como "crack”, e, por último, pode ser injetada.
Quando usada regularmente, a cocaína causa confusão mental, impossibilitando as pessoas de pensarem claramente, provocando também grande irritação. O uso constante de cocaína causa problemas respiratórios, cardíacos e até a morte.

5. Inalantes são substâncias químicas, como a cola de sapateiro, a gasolina e outros solventes, que podem ser inalados. Há aproximadamente 2.000 substâncias inalantes. O uso inadequado de qualquer inalante pode causar sérios danos, muitas vezes de caráter permanente, às pessoas dependentes. A morte pode acontecer, mesmo que seja a primeira vez que se inale tais drogas.

6. Heroína é extraída da papoula do Oriente. Trata-se de um opiáceo (feito de ópio). Provoca sonolência, queda de pressão sangüínea e da respiração, diminuição da sensibilidade e da atividade do estômago e do intestino. Com uso repetido, perde-se a fome, perdem-se os cuidados consigo mesmo e, entregue ao vício, o usuário, em semanas, torna-se socialmente imprestável, além de acabar com a própria saúde.

Todas as drogas discutidas aqui são substâncias perigosas que podem afetar a sua saúde, o seu desempenho escolar, a sua família e as suas amizades. Elas podem limitar suas escolhas para o resto de sua vida, afetando em muito o seu futuro.

Certo escritor russo disse: "Há no coração do homem um vazio do tamanho de Deus". É uma grande verdade essa afirmação. No caso das drogas, e de todo tipo de coisa que as pessoas usam para sentir prazer, nada mais é do que a busca de preencher o vazio do ser. Mas o que ocorre é o oposto, ou seja, o vazio se torna maior cada vez mais. Como disse Agostinho: "só nos sentiremos completos em Deus. Nem fama, nem riqueza, nem prazer, nada subistitue Deus no coração do homem.