terça-feira, 6 de outubro de 2015

Pentecostes, o modelo padrão



Por: Pr. Levi Costa

O que dizer dos crentes da igreja primitiva no cenáculo ao serem cheios do Espírito Santo quando todos estavam ASSENTADOS e assim continuaram? Mesmo com manifestação de um vento veemente e impetuoso, línguas como que de fogo sobre cada um dos irmãos? Em meio a toda essa manifestação, apenas Pedro e os demais apóstolos se levantaram e se puseram EM PÉ para explicar aos curiosos o que havia ocorrido, enquanto os demais irmãos continuaram sentados assim como estavam antes. Confira o texto:

"E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;
E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.
E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.
E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem...
E outros, zombando, diziam: Estão cheios de mosto.
Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a sua voz, e disse-lhes: Homens judeus, e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras..." (Atos 2.1-4,13,14a).

Em qual outro momento no texto bíblico aconteceu diferente depois de Pentecostes? Em nenhum! O Pentecoste é o MODELO PADRÃO, a não ser que muitos sejam hoje mais "avivados e espirituais" do que os primeiros cristãos no cenáculo. Se assim for, fique à vontade!