sábado, 23 de janeiro de 2016

Confiando nas promessas do Senhor


Por Pr. Levi Costa

A cada dia fica mais difícil confiar nas pessoas. Alguns fazem promessas, mas não as podem cumprir, ou mentem que irão cumpri-las. Outras, quando cumprem o fazem visando seus próprios interesses. Por estas e outras razões, muitos não confiam também no agir de Deus em sua causa ou situação. Contudo, podemos analisar a luz da Palavra que as coisas com o Senhor são bem diferente. 

O Senhor Deus não mente

O texto bíblico deixa bem claro esta verdade: “Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa; porventura, diria ele e não o faria? Ou falaria e não o confirmaria?” (Nm 23.19). A mentira é própria do caráter pecaminoso do homem, não do Senhor, pois Ele não é homem nem filho de homem, Ele é Deus! Aleluia!

A Palavra de Deus deixa claro quanto ao caráter do Senhor ao dizer: “Ele é a Rocha cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos juízo são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é” (Dt 32.4). O texto não diz simplesmente que o Senhor fala a verdade, mas que Ele é a verdade, ou seja, a faz parte da natureza divina. Deus é sempre verdadeiro e todo homem mentiroso (Rm 3.4).

A palavra do Senhor sempre se cumprirá, pois Ele vela sobre ela para cumpri-la. A palavra que Ele falar não voltará vazia, mas fará o que lhe apraz e prosperará naquilo para o que a enviou, assim será (Jr 1.11,12; Is 55.11).

O Senhor Nosso Deus é Todo-Poderoso 

Ele é o Grande EU SOU, quando Ele opera ninguém pode impedir o Seu agir (Is 43.13. O apóstolo Paulo relatando o episódio na vida do patriarca Abraão quanto à promessa do Senhor de que mesmo na sua velhice ele e sua esposa teriam um filho, disse: “O qual, em esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu próprio corpo já amortecido (pois era já de quase cem anos), nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara. E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.” (Rm 4.17-21). 

Veja que no verso 21 Paulo diz de Abraão que ele: “estava certíssimo que o Senhor era poderoso para fazer o que prometera”, ou seja, ele estava mais que certo do poder de Deus para fazer a obra em sua vida e de sua esposa, Sara. E no devido tempo assim aconteceu mediante o nascimento de Isaque, o filho da promessa.

Já no final da tremenda experiência que teve com Deus, pela prova que passou, Jó podia dizer: “Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido.” (Jó 42.2). Esta certeza deve existir no coração de todo servo de Deus. Só do Senhor pode ser dito: “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera” (Ef 3.20). 

Deus tem e quer o melhor para nós

Há duas condições para recebermos o melhor de Deus: querer e ouvir, conforme Isaías 1.19, que diz: “Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.” Deus não nos impõe nada, nós é que escolhemos e decidimos o que queremos. Devemos buscar provar para vermos o quanto o Senhor é bom, feliz é o homem que confia no Senhor (Sl 34.8). 

Do Senhor só vem coisas boas, pois: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação.” (Tg 1.17). O Senhor Jesus disse que o homem, mesmo sendo mau, sabe dar coisas boas a seus filhos quando estes lhe pedem algo, quanto mais o Pai celestial (que é todo bondade), dará bens aos que lhe pedirem (Mt 7.9-11). 

Portanto, Vale à pena confiar na providência divina. Pois com o seu poder o Senhor dará sempre o melhor para aqueles que confiam, buscam e esperam N’Ele (Lm 3.25).