terça-feira, 3 de maio de 2016

Como Integrar Os Novos Convertidos

Por Pr. Levi Costa

De cada cem pessoas que aceitam a Cristo, apenas dez descem às águas batismais, e dessas, apenas três permanecem após o primeiro ano do batismo. Uma das razões principais para isso é a falta de integração do novo convertido ao seio da igreja.

Como envolver o novo convertido

A igreja não cresce com o simples ato de convidar as pessoas ou quando elas se decidem a Cristo. Este é apenas o ponto de partida para a vida cristã.  O que leva as pessoas a permanecerem na igreja é quando elas se sentem amadas e quando se relacionam e são envolvidas com outros (1 Jo 1.3; 3.18).

Se alguém aceita a Cristo, o que a igreja fará por ela durante a próxima semana? Infelizmente pouco fará, ou quase nada fará, pois são deixadas em segundo plano sem se quer dar-se conta de que estão presentes no culto.

As igrejas gastam muito tempo em atrair, pouco em envolvimento e muito pouco em integração, que gera reprodução que, por sua vez, gera crescimento (Jo 1.41,42). Alcançar novas pessoas e não velhos crentes é a tarefa da igreja. Envolvê-los, depois de atraí-los, é o primeiro passo para que permaneçam na igreja.

Estratégias de envolvimento

Fazer com que o novo crente participe de um pequeno grupo como, por exemplo, uma classe específica na Escola Dominical.

Receber visita, com hora previamente marcada. De preferência homem visitando homem, mulher visitando mulher, jovem visitando jovem ou um casal fazendo isso, ou a liderança de departamento. A igreja precisa de introdutores amáveis e educados, de preferência homem e mulher.

Após a decisão mediante o convite para aceitar a Cristo, os novos crentes deverão ser conduzidos a uma sala à parte para um breve aconselhamento espiritual tendo os seus nomes, endereços e telefones devidamente anotados observando dia e hora apropriados para visita.

Os pecadores aceitam a Cristo e, em muitos casos, são abandonados à própria sorte sem qualquer acompanhamento espiritual. O máximo que pode acontecer é recebem uma visita, isto se os endereços forem corretamente anotados.

Atitudes quanto à visita aos novos convertidos

“Adotar” um novo convertido e acompanhá-lo até que se firme na fé, é o método de maior resultado quando a igreja o leva a sério.

Algumas atitudes necessárias:


  • Ser objetivo no propósito da visita;
  • Não se demorar demasiadamente;
  • Respeitar a liberdade no lar;
  • Não discutir assuntos polêmicos, (de caráter político, ciência ou religião);
  • Incentivar a ter um momento de oração;
  • Orientar para a necessidade de ler a Bíblia;
  • Informar da programação de trabalhos da igreja seus dias e horários.
A salvação é com Jesus, o discipulado é com a igreja. O novo convertido é uma criança na fé. Ela precisa de cuidados espirituais e cuidados especiais nessa faze inicial da caminhada cristã, pois muitas são as suas dúvidas e as indagações. Abandone uma criança ou deixe-a fazer o que julgar certo e veja o resultado, não será nada bom.

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!”
(Mt 28.19,20)